Make your own free website on Tripod.com
Matérias de revista e jornal

Jornal O Globo (Julho/99)

Declarações de amor e desilusões levadas a sério

     Das 14 faixas do disco de estréia do Los Hermanos, que deve se chamar "Azedume" e sai em agosto pela Abril Music, três são dedicadas a mulheres: "Aline", "Anna Julia" e "Bárbara", esta com participação de Roger, do Ultraje a Rigor. A filosofia do grupo carioca formado em 97 e maior destaque do Abril pro Rock desse ano, como demonstrado nas letras, é explicitamente romântica, descaradamente descritiva, solenemente poética. Tudo isso vem adicionado com um instigante mix de hardcore, ska, reggae, alternadas com baladas 3x4.

- Muitos acham que somos uma sátira, que fazemos piada sobre os relacionamentos, mas nossas letras e nosso compromisso com a mensagem são muito sérios - diz o guitarrista Marcelo Camelo, autor de 12 músicas.

Na cozinha, a sincronia entre baixo e bateria, que ditam a fórmula, é outro trunfo.

- Nosso som é uma boa miscelânia - admite o baterista Rodrigo Barba.

     Além de Camelo e Barba, formam os Los Hermanos Amarante (flauta transversa e voz), Patrick Laplan (baixo), Rodrigo Barba (bateria) e Bruno Medina (teclados). O grupo chegou ao Abril pro Rock como uma incógnita. A estranheza inicial de letras como "oh, minha menina/ és de tudo que mais belo existe/ ver tua beleza/ é esquecer tudo que há de triste", declaração de amor deslavada à namorada do guitarrista em "Aline", foi abortada de pronto. Aliada a uma proposta estética diferenciada de tudo o que seria apresentado no palco do festival, a poética da banda mostrou-se surpreendetemente bem azeitada para o gênero.

- Rock não é só maconha e bunda e também não é só protesto - defende sua vertente Camelo - Assumimos nas letras que sofremos quando amamos ou quando tomamos "pé-na-bunda".

     Produzido por Rafael Ramos (vocalista do Baba Cósmica e apresentador do Quiz MTV) e Rodrigo Castanho, o CD tem tudo para ser uma das boas surpresas do pop nacional este ano em tempos de entediantes repetições.